quinta-feira, 25 de setembro de 2014

"Antes do fim chegar" no Bar do Escritor

Mas é maior que isso. Fico pensando em quantas vezes na vida, nos próximos anos, vou ter, teremos nós, que nos deparar com situações, se não iguais, parecidas. E como em todas as vezes que penso sobre isso, reforço a certeza de que não estou preparado pra lidar com a morte.


Nem sei se alguém está. Só que a gente perde as pessoas sem estar mesmo. A gente recebe o soco, empurra o soco de volta e tenta transformá-lo em lágrimas e lembranças. Às vezes, literatura ou música.


Para ler a versão completa do texto, você pode acessar o Bar do Escritor ou dar uma olhadinha no post original aqui no Fazendo um Drama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário