segunda-feira, 29 de abril de 2013

Breve intervalo nos dramas cotidianos: Muito além de um tapete voador



O iraniano “A separação” é daqueles filmes capazes de quebrar os preconceitos mais solidificados. Esqueçam armas nucleares, tapetes voadores e o Ahmadinejad: o filme de Ashgar Farhadi é uma obra de arte triste e delicada. [CONTINUAR LENDO]



Vai lá ler!

Nenhum comentário:

Postar um comentário