domingo, 14 de abril de 2013

"A árvore" no Bar do Escritor

www.blog.bardoescritor.net


"Metáforas elaboradas não explicam sentimentos complexos, pensava. 

Era quente. O dia estava claro e o sol rebatia nos carros parados na rua, entrando pela janela entreaberta, causando um leve desconforto nos olhos. Era novidade. Quente, claro, sol e desconforto sucediam a queda. Antes, ainda que fosse quente e claro, havia uma sombra delicada e o sol que rebatia nos carros na rua era barrado, entrando pela janela um balançar cadenciado."



Para ler o texto integral: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário