domingo, 23 de dezembro de 2012

"O quarto de Bianca": estreia em janeiro

Bianca é uma pessoa comum, dessas que se encontram por aí. Tem quase trinta anos, uma mala e sapatos sem salto. Gosta de chocolate, bala de leite e rivotril. De vez em quando, curte água mineral com gás e a ideia de enforcar a mãe com o cadarço do tênis. Usa creme antienvelhecimento e só toma banho a cada três dias. Estudou direito, filosofia, história e biologia marinha. Largou todas. Largou tudo. Pensa quase todos os dias nas coisas que não fez.

Bianca é a filha mais velha que volta a casa onde cresceu em “O quarto de Bianca”, novo espetáculo da Interferência Teatral. Observando o cenário de sua infância, Bianca reconta e remonta suas histórias, alterando os caminhos e construindo suas próprias novas verdades, pois, segundo ela, é preciso acertar as coisas. Ou as contas.
Escrito e dirigido por Rafael Cal e com a atuação de Renata Egger, “O quarto de Bianca” dá sequência à investigação iniciada com o espetáculo “As pessoas felizes não têm histórias pra contar”, de 2005. Desde sua formação, a Interferência tem trabalhado com temas caros ao universo contemporâneo e, no novo espetáculo, aprofunda a pesquisa ao explorar em uma comédia trágica as relações familiares.
Partindo da ideia da desconstrução, tanto do espaço quanto da família, a companhia discute a fragilidade das relações pessoais e seus desdobramentos. Nesse processo, cabe ainda destacar as possibilidades de construção da memória e a dificuldade de estabelecer limites claros entre ficção e realidade. Tudo o que Bianca diz e faz em seu quarto pode ser uma lembrança ou uma invenção, como a história de qualquer um.
Bianca seria mesmo uma dessas pessoas absolutamente comuns, não fosse uma personagem. Lembra constantemente da infância, de mastigar 62 vezes a cada garfada, das marcas de mofo na parede e de manter uma dieta rica em fibras. Não deixa faltar coca-cola na geladeira nem uma arma de choque na bolsa. Aprecia canivetes suíços também. Gosta de fazer listas e de ver desenhos animados. E tem raiva. Bastante raiva. Ou pode ser só um desejo incontrolável de comer a sobremesa antes do jantar.

Em janeiro, tem pré-estreia no Mundo Mundano. Mais informações em http://www.mundomundano.com.br/1701-teatro-o-quarto-de-bianca/

Nenhum comentário:

Postar um comentário